O que é IPO? O que é OPS? A oferta pública inicial explicada - 2021

Maio 04, 2021 15:30 UTC
Tempo de leitura: 17 minutos

Quer conhecer as novas entradas de empresas na bolsa? Este artigo compila tanto as OPV’s de empresas (IPO em inglês) mais recentes, como daquelas que planeiam realizá-las em 2021. Algumas destas integrações têm elevado potencial lucrativo, tal como constataremos adiante, mas teremos sempre de manter em consciência que retornos passados não constituem garantia de retornos futuros. Como é que a crise originada pela pandemia do vírus Covid-19 afetou as entradas em bolsa de empresas? Apronfudemos  então.

O que é IPO?

O ano de 2019 foi um momento interessante para novos lançamentos de empresas em mercado, uma vez que, por exemplo Wall Street, se encontrava numa tendência de crescimento não observável há já largos anos. No entanto, em 2020, a incerteza no primeiro trimestre decorrente da pandemia do vírus Covid-19, levou a que o plano de algumas empresas de se estrearem em bolsa no decorrer fosse suspenso.

Ao longo do artigo explicaremos em detalhe como é que esta crise afetou os lançamentos em bolsa mas, antes disso, analisaremos quais as principais características de uma IPO e de uma OPS, e como estas diferem entre si.

O que é uma IPO? 

O que é uma oferta pública inicial?

Uma Initial Public Offering de ações (IPO) é a operação pelo intermédio da qual um ou vários acionistas de uma empresa colocam à venda uma parte das suas ações no mercado de bolsa. Esta oferta pode ser efetuada tanto por empresas que ainda não se encontram cotadas em bolsa, como por empresas que já se encontrem cotadas e cujos acionistas maioritários  desejam colocar os seus títulos à venda.

⚠  Quando uma empresa se  submete pela primeira vez a uma cotação, esta denomina-se também de Oferta Pública de Valores ou OPV (IPO em inglês). É a comummente apelidada de “se tornar pública” ou lançar-se em bolsa. Resumidamente, uma empresa que até ao momento era privada, vende agora publicamente um conjunto das suas ações, colocando pela primeira vez uma parte da companhia à venda.

Empreendimentos que realizam esta operação, são por norma empresas relativamente jovens e de pequena dimensão, que buscam atrair maiores quantias monetárias através do seu lançamento em bolsa de valores.

Não obstante, nem todas as empresas que dispõe publicamente para aquisição em bolsa de valores são de pequena dimensão, podendo mesmo ser magnânimas, tal como foi o caso do “gigante” chinês da venda online a retalho - o Alibaba

Diferença entre OPV e OPS

Uma Oferta Pública de Subscrição (OPS) é também em referência a um lançamento na bolsa de valores, no entanto para uma empresa que já se encontra cotada e que deseje, por exemplo, ampliar o seu capital.

A IPO do Alibaba

Uma das IPO’s de maior êxito, que se destacou nos últimos anos, foi a do lançamento do Alibaba na Bolsa de Nova Iorque em Setembro de 2014, com a denominação (#BABA). Foi, até Dezembro de 2019, o maior lançamento em bolsa da história. O preço das suas ações aquando da IPO foi de 92,7 dólares e, cerca de sete anos mais tarde, a 1 de Fevereiro de 2021, o PPA ultrapassou os 250 dólares. Uma capitalização na ordem dos 170% para uma empresa que começou com um valor já de si elevado.

O gigante chinês de vendas pela Internet é o maior vendedor a retalho do mundo, com uma capitalização de mercado de 686,772 milhões de dólares (a 1 de Fevereiro de 2021 - Fonte: Tradingview). Para uma melhor contextualização, o Facebook tem uma capitalização de 735,840 milhões de dólares neste momento!

A empresa quebrou um novo recorde com as suas vendas no “Singles Day” em Novembro de 2020, alcançando vendas na ordem dos 498 milhões de yuans (cerca de 74 milhões de dólares), quase o dobro para a mesma data em 2019.

Pode acompanhar os lançamentos em bolsa em tempo real, graças à plataforma de trading MetaTrader5. Ferramenta gratuita que lhe permite personalizar tudo a seu gosto e analisar milhares de instrumentos financeiros. Comece hoje a negociar!

O que é IPO?

As maiores IPO’s de todos os tempos

Existe um conjunto de empresas que lançaram as suas IPO’s e viram o preço das suas ações crescer de forma exponencial. A seguinte tabela é ilustrativa de cinco destas empresas, cujo crescimento se encontrou acima dos dois dígitos, ou mais:

Empresa

Ticket

Indústria

Data de IPO

Valor recolhido pela IPO

Alibaba

BABA

Tecnologia

Setembro de 2014

25 000 milhões

General Motors

GM

Automóveis

Novembro de 2010

20,1 milhões

Banco de Agricultura da China

ABC

Financeiro

Julho de 2010

19,2 milhões

Banco Industrial e Comercial da China

ICBC

Financeiro

Janeiro de 2007

19,1 milhões

NTT DOCOMO

TYO

Telecomunicações

Outubro de 1998

18,4 milhões

Fonte: Elaboração com base nas informações de cotações das empresas visadas. Elaborado a 1 de Maio de 2021.

Os retornos passados não são garantia de retornos futuros, no entanto é de destacar que estas empresas que se lançaram em bolsa há alguns anos atrás tenham alcançado tais desempenhos apesar das diversas adversidades a que foram sujeitas. 

Os últimos lançamentos em bolsa - IPO’s 2019/2020

IPO’s 2019

Variadas empresas do ramo tecnológico protagonizaram em 2019 os seus esperados lançamentos em bolsa - Uber, Lyft, Pinterest, entre outras.

IPO - Uber

A Uber protagonizou a maior IPO de uma empresa de tecnologia americana desde o Facebook, que chegou ao mercado em 2012. A aplicação para dispositivos móveis de transporte de passageiros estreou-se a Maio de 2019 com um IPO na Bolsa de Valores de Nova York, ao preço de 45 dólares por ação. Porém, neste momento, as suas ações estão a ser negociadas em valores próximos a 50$. A empresa declarou prejuízos no terceiro trimestre de 2020 de 1,1 biliões de dólares, levantando dúvidas sobre a rentabilidade do seu modelo de negócios. Graças à diversificação da sua oferta, por intermédio da Uber Eats, a empresa conseguiu minimizar o impacto dos prejuízos, uma vez que esse departamento cresceu 135% em 2020, graças ao aumento da distribuição alimentar em virtude da pandemia do vírus Covid-19.

IPO - Lyft

Outra das grandes IPO’s de 2019 foi a da Lyft, uma diminuta concorrente da Uber. A empresa estreou-se na Nasdaq, a 29 de Março de 2019, a 72$ por ação, e disparou no seu primeiro dia para 88$. Porém, em linha com a evolução da Uber, atualmente (1 de Maio de 2021) as suas ações estão em torno dos 55$. No entanto, e apesar de registar prejuízos nos seus primeiros resultados trimestrais após a entrada no mercado, a empresa continua a agregar utilizadores - assim como a Uber -, sendo esse o principal motivo pelo qual os analistas confiam que o setor vai descolar na bolsa a médio-longo prazo.

OPI - Aramco

A dezembro de 2019, a Aramco protagonizou a maior IPO da história da bolsa. A gigante do petróleo iniciou a venda das suas ações na Bolsa de Valores de Riade, a um preço de 32 riais iranianos - cerca de 8$ por ação. Para isso, a Aramco abriu um período de subscrição, tanto para varejistas como para instituições, até ao início do mês de Dezembro.

Na sua primeira jornada logrou subir 10% para 35 riais iranianos. O primeiro impacto provocado pela crise do coronavírus, no início de Março de 2020, desencadeou uma volatilidade no preço da Aramco, pressionada pela queda nas cotações dos vencimentos dos futuros do petróleo, quando ocorreu o chamado efeito contango. A Fevereiro de 2021, as ações estavam a ser cotadas a 34 riais iranianos.

Comece hoje mesmo a praticar trading de ações com uma das nossas contas Demo na plataforma MetaTrader5. Basta clicar no banner abaixo para descarregar a plataforma GRATUITAMENTE.

IPO - MetaTrader5

IPO’s de 2020

Panorama geral

O último relatório Global de tendências de IPO’s da EY, correspondente ao quarto trimestre de 2020, destaca que, após uma queda drástica na atividade de IPO’s em Março de 2020 devido à pandemia, o mercado evidenciou sinais de recuperação. No quarto trimestre de 2020, foram formalizados 490 IPO’s a nível global, no valor total de 101,4 biliões de dólares, um montante 30% superior ao ano anterior. O mês de Outubro foi o mais agitado. A conjugação de estímulos fiscais e injeções de liquidez para mitigar os efeitos do coronavírus, aliados a um mercado em máximos históricos, alavancaram a atividade na reta final do ano.

As cinco principais IPO’s no quarto trimestre de 2020, de acordo com o relatório da EY, foram empresas ligadas ao ramo da tecnologia:

  • JD Health (4 000 milhões de dólares)
  • Airbnb (3 800 milhões de dólares)
  • Doordash Inc. (3 400 milhões de dólares)
  • Allegro EU SA (2 700 milhões de dólares)
  • Lufax Holding Ltd (2 700  milhões de dólares)

As operações na Nasdaq, Xangai e Austrália representaram 34% do movimento total.

“O ano de 2020 foi cheio de surpresas. A volatilidade do mercado no primeiro semestre do ano foi maior do que em qualquer momento desde a crise financeira global. Mas a volatilidade diminuiu rapidamente e o ano terminou com resultados astronómicos no mercado de IPO’s”, observou o relatório da EY.

"No início do primeiro semestre de 2021, a mescla do estímulo fiscal contínuo, a liquidez abundante e o otimismo associado ao processo de vacinação do Covid-19 deverão manter o ímpeto dos IPO’s", acrescentou. No entanto, o relatório alerta os investidores de que "estes precaver-se face a qualquer possível correção de mercado, especialmente para empreendimentos que observaram o preço de suas ações obter ganhos significativos graças à recuperação do mercado em 2020".

O que é IPO - estatísticas

Fonte: Global IPO trends de EY. Imagem obtida a 2 de Maio de 2021.

Empresas cotadas em bolsa em 2020

Observemos em detalhe alguns dos lançamentos em bolsa que tomaram lugar em 2020:

IPO da Airbnb

O IPO da Airbnb tinha sido originalmente planeado para o início de 2020, mas o surgir da pandemia Covid-19, que teve um efeito claramente negativo a nível da sua receita, motivou o atraso dos planos da empresa norte-americana.

Por fim, a empresa lançou-se na bolsa de valores a 10 de Dezembro de 2020, na Nasdaq a um preço de 68$ por ação. No seu primeiro dia, as suas ações valorizaram mais de 110% para 146$. Quase 6 meses depois (a 2 de Maio de 2021), os títulos da Airbnb estão a ser negociadas a cerca de 170$.

Apesar do entusiasmo e da boa recepção por parte dos seus investidores, a Airbnb, assim como a Uber, ainda não atingiram a rentabilidade a nível dos seus negócios. Embora as perspetivas futuras sejam otimistas face à chegada das vacinas em 2021, o que produzirá a reativação do turismo a médio/longo prazo, a realidade é que as figuras da empresa de alojamento só foram positivas em um (2018) dos últimos cinco períodos fiscais anuais.

IPO - AirBnB chart

Fonte: Tradingview. Gráfico H4 Airbnb. Intervalo de dados: 10 de Dezembro de 2020 a 2 de Maio de 2021. Gráfico elaborado a 2 de Maio de 2021, às 15:30 GMT. Tenha em conta que retornos passados não são garantia de retornos futuros.

IPO da Snowflake

As ações da Snowflake começaram a ser negociadas a 16 de Setembro de 2020 a um preço de 120$ por ação. Na sua estreia na Bolsa de Valores de Nova Iorque, a cotação disparou 111,60%, para 253,95$, sendo esse o preço a qual encerrou a sessão.. A empresa conseguiu assim encerrar seu primeiro dia com uma capitalização de mercado de aproximadamente 70 biliões de dólares - um valor cinco vezes superior ao seu valor de mercado em Fevereiro de 2020. Foi o maior IPO de uma empresa de software de big data.

Embora não tenha passado por uma correção grotesca, 8 meses depois, a Snowflake encontra-se hoje 13% abaixo do seu valor de IPO, a um preço de pouco mais de 263$ a 2 de Maio de 2021.

IPO - Snowflake chart

Fonte: Plataforma MetaTrader5 da Admirals. Gráfico diário CFD Snowflake. Intervalo de dados: 16 de Dezembro de 2020 a 2 de Maio de 2021. Gráfico elaborado a 2 de Maio de 2021, às 16:00 GMT. Tenha em conta que retornos passados não são garantia de retornos futuros.

IPO da Palantir

As ações da Palantir Technologies, a empresa de análise de Big Data, estreou-se em Wall Street a 30 de Setembro de 2020 com um valor inicial de 7,25$ por ação. Pode-se afirmar que a sua IPO teve enorme sucesso, uma vez que, desde o seu lançamento até 2 de Maio de 2021, o seu preço revalorizou em mais de 150%, sendo hoje negociada a cerca de 22$.

Uma capitalização de encher o olho, apesar dos seus primeiros resultados trimestrais desde a sua oferta pública, em que registou prejuízos de quase 900 milhões de dólares. A Palantir almeja a novas oportunidades devido à pandemia do vírus Covid-19, estando de momento a oficializar contratos com o governo para auxiliar no processamento de dados clínicos e na distribuição futura de vacinas.

IPO - Palantir graph

Fonte: Plataforma MetaTrader5 da Admirals. Gráfico diário CFD Palantir. Intervalo de dados: 30 de Setembro de 2020 a 2 de Maio de 2021. Gráfico elaborado a 2 de Maio de 2021, às 16:00 GMT. Tenha em conta que retornos passados não são garantia de retornos futuros.

IPO da Doordash

As ações da Doordash deram início à sua jornada na Bolsa de Valores de Nova Iorque em 9 de Dezembro de 2020, a um preço de 102$, e na sua primeira sessão atingiram mesmo os 182$, com uma avaliação total de mais de 68$ biliões de dólares.

A aplicação de distribuição de comida ao domicílio registou uma receita de 1,9 biliões de dólares entre Janeiro e Setembro de 2020, ante os 587 milhões de dólares no mesmo período de 2019. A empresa viu-se favorecida pelas medidas de restrição de mobilidade, que visam impedir a disseminação do coronavírus.

IPO - Doordash graph

Fonte: TradingView. Gráfico H4 da Doordash. Intervalo de dados:  9 de Dezembro de 2020 a 2 de Maio de 2021. Gráfico elaborado a 2 de Maio de 2021, às 16:00 GMT. Tenha em conta que retornos passados não são garantia de retornos futuros.

Próximas IPO’s em bolsa - 2021

E o que nos aguarda em 2021? O relatório da EY prevê que a atividade manterá o seu ímpeto no primeiro semestre de 2021, visto que as empresas se aproveitarão da liquidez dos mercados. No entanto, os especialistas recomendam cautela, uma vez que as ações estarão mais expostas a qualquer correção de preço se a volatilidade do mercado aumentar em 2021. Existem também incertezas acerca da eficácia das novas vacinas, portanto, “até que a pandemia seja controlada e os setores mais afetados, como o comércio de varejo , aviação e hotelaria, comecem a evidenciar sinais de recuperação, prevemos que as ofertas pública de venda (IPO) não sejam o suficiente ”.

Algumas das empresas que planejam abrir o capital em 2021 são a Deliveroo e a Robinhood, com os lançamentos da Roblox e Coinbase em maior destaque até ao momento.

Lançamentos em bolsa (IPO) - Conclusão

Assim que tiver estudado e analisado as melhores IPO’s para si, a Admirals oferece-lhe a conta Invest.MT5. Esta conta permite-lhe negociar milhares de ações e instrumentos negociados em bolsa e ETF's nas 15 maiores bolsas de valores do mundo. Poderá também tirar partido de Contratos por Diferença (CFD’s) e especular acerca de aumentos e quedas de preços. Poderá abrir uma conta de negociação real clicando no seguinte banner:

Agora que examinámos os aspectos fundamentais que definem 2021, analisámos quais as principais IPO's realizadas recentemente, comece agora a negociar ações em IPO's através de uma conta Admirals. Não perca tempo e comece hoje mesmo clicanco no banner abaixo:

Abrir conta Demo Admirals

Aprender Sobre Trading 

Sobre a Admirals

Sendo um broker regulado, fornecemos acesso a algumas das plataformas de trading mais utilizadas no mundo. Você pode negociar connosco CFDs, ações e ETFs.

Aviso: Os dados fornecidos fornecem informações adicionais sobre todas as análises, estimativas, prognósticos, previsões ou outras avaliações ou informações similares (doravante "Análise") publicadas no site da Admiral Markets. Antes de tomar qualquer decisão de investimento, preste muita atenção ao seguinte:

  1. Esta é uma comunicação de marketing. A análise é publicada por motivos informativos apenas e não é construída sob a forma de aconselhamento ou recomendação de investimento. Não foi elaborado de acordo com os requisitos legais destinados a promover a independência da pesquisa de investimento, e que não está sujeito a qualquer proibição de lidar com a disseminação da pesquisa de investimento.
  2. Qualquer decisão de investimento é tomada por cada cliente, enquanto a Admiral Markets não será responsável por qualquer perda ou dano decorrente de tal decisão, com ou sem base na Análise.
  3. Cada uma das Análises é preparada por um analista independente (Saulius Radžiūnas, Trader Profissional e Analista) com base em estimativas pessoais.
  4. Para garantir que os interesses dos clientes sejam protegidos e a objetividade da Análise não seria prejudicada, a Admiral Markets estabeleceu procedimentos internos relevantes para a prevenção e gestão de conflitos de interesse.
  5. Embora todos os esforços razoáveis sejam envidados para garantir que todas as fontes da Análise sejam fiáveis e que todas as informações sejam apresentadas, tanto quanto possível, de uma forma compreensível, oportuna, precisa e completa, a Admiral Markets não garante a exatidão ou integridade de qualquer Análise ou informações contidas na Análise. Os números apresentados referem que qualquer desempenho passado não é um indicador confiável de resultados futuros.
  6. O conteúdo da Análise não deve ser interpretado como uma promessa expressa ou implícita, garantia ou implicação por parte da Admiral Markets de que o cliente lucrará com as estratégias aqui contidas ou que as perdas em relação a elas serão limitadas.
  7. Qualquer tipo de desempenho prévio ou modelado de instrumentos financeiros indicados na publicação não deve ser interpretado como uma promessa expressa ou implícita, garantia ou implicação da Admiral Markets para qualquer desempenho futuro. O valor do instrumento financeiro pode aumentar e diminuir e a preservação do valor do ativo não é garantida.
  8. As projeções incluídas na Análise podem estar sujeitas a taxas adicionais, impostos ou outros encargos, dependendo do assunto da Publicação. A lista de preços aplicável aos serviços prestados pela Admiral Markets está disponível publicamente no site da Admiral Markets.
  9. Produtos alavancados (incluindo contratos por diferença) são de natureza especulativa e podem resultar em perdas ou lucros. Antes de começar a negociar, certifique-se de que compreende todos os riscos.

 

 

André Gomes
André Gomes
Criador de Conteúdo

Trader e estudioso de mercados financeiros. Considera a inter-independência, autodidatismo e literacia financeira como ferramentas essenciais para o sucesso. Especialização na área de Medicinas Holísticas.